-- inicio ---

Header Ads

Teste psicoténico das Pirâmides Coloridas


Dicas para passar o teste das pirâmides coloridas no psicotécnico

Algumas dicas básicas para montar as pirâmides são manter a calma, seguir à risca as instruções do aplicador ou psicólogo (lembrando que todos os testes psicotécnicos apenas podem ser avaliados por um psicólogo qualificado), e em caso de dúvidas no momento de apresentação do teste por parte do examinador procurar esclarecê-las de imediato.
O bom entendimento por parte do candidato das regras do teste e do que tem de fazer é um ponto essencial para a boa conclusão do mesmo, bem como a realização dos testes num ambiente onde o aluno se sinta perfeitamente à vontade e confortável, com boa iluminação da sala, etc. Evite fazer este tipo de testes de “cabeça quente” ou quando tenha alguma preocupação séria no pensamento, ou esteja com raiva de alguém por algo que aconteceu recentemente.
Em relação às cores a usar ou evitar, algumas regras básicas são não fazer toda uma pirâmide de uma só cor, não abusar de determinadas cores como por exemplo preto, vermelho, ou amarelo já que estas cores estão associadas a factores normalmente considerados negativos como depressão por exemplo, usar cores bem variadas, preferir cores claras, evitar repetir padrões como usar sempre as mesmas três ou quatro cores em determinado ponto de cada pirâmide (apenas um exemplo), se você tiver uma cor favorita resista à tentação de abusar dela apenas porque é a sua cor favorita e você quer que todo o mundo saiba disso, e usar cores bem diferentes podendo até usar quase todas as cores disponíveis.

O que é e para que serve o teste das pirâmides coloridas

Já agora o verdadeiro nome do teste é Teste das pirâmides coloridas de pFister , por vezes chamado teste TPC, mas os psicólogos parecem fazer segredo disto e nunca referem os testes pelos seus nomes reais, e como já deve suspeitar ele é um teste de avaliação de personalidade, tal como o teste do tracinho por exemplo, que é outro dos testes psicotécnicos que mais confusão fazem nas pessoas que não sabem porque têm de desenhar tracinhos numa folha de papel e como isso pode determinar se eles poderão ou não conseguir a habilitação para conduzir.
No caso do testes das pirâmides de cores o foco está mais em elementos de perturbação na personalidade e alguns dos elementos que o psicólogo poderá analisar no teste são o número de cores e tons usados, quais as cores dominantes, organização na colocação das cores (pirâmides ordenadas ou desordenadas), uso das cores primárias, uso ou não de simetria, padrões repetitivos, desenvoltura e comportamento geral do candidato na escolha das cores e desempenho global, tempo para completar o teste, etc.
Também é notado se a pirâmide é começada pelo topo ou pela base e é curioso o detalhe que normalmente pessoas adultas preferem começar cada pirâmide pela base enquanto que crianças preferem começar pelo topo. Na avaliação do resultado dos testes serão usadas fórmulas matemáticas reduzindo assim o factor subjetivo na análise por parte do psicólogo.
Mas não deixe que tudo isto o assuste, afinal é apenas um teste…
Nos cursos de psicologia cada cor tem os seus significados mas isso é apenas a ponta do iceberg, no entanto se pretender saber mais sobre o assunto procure um bom manual ou livro de exames psicotécnicos. Existem também à venda livros de psicologia dedicados inteiramente ao tema das pirâmides coloridas de Max pFister e até kits com as pirâmides para praticar em casa.

Nenhum comentário