-- inicio ---

Antibiótico caseiro: Conheça o poder antibiótico da cebola e do alho


A medicina está sempre buscando novas fórmulas de medicamentos para curar diversas doenças, mas com o tempo, as pessoas ficam resistentes a muitas delas e eles precisam continuar a busca incessante.
A cada ano, estima-se que mais de 700 mil pessoas no mundo morram por causa de doenças resistentes a antibióticos, e para agravar o problema, até 2050 mais de 300 milhões devem desenvolver resistência aos remédios atuais, causando mais de 10 milhões de mortes.
Por outro lado, o custo da produção de novos antibióticos também é muito elevado, o que faz os cientistas buscarem alternativas em ingredientes naturais, recorrendo à medicina aplicada há mil anos.
Para isso, estudiosos da medicina medieval estão se juntando a microbiologistas, farmacêuticos e químicos para testar a eficácia de fórmulas muito antigas, utilizadas para curar doenças na chamada “Idade das Trevas” da medicina, quando não haviam as milhares de cápsulas e vacinas que temos hoje.

Antibiótico à base de cebola e alho

Há mil anos, quando uma pessoa estava infectada, utilizava-se para o tratamento uma mistura de alho, alho-poró, cebola, vinho, outras espécies de alho e estômago de boi. Essa poção ficava armazenada em um recipiente por nove dias para depois ser aplicada no doente.
Cada um destes ingredientes possui efeitos antibacterianos, promovendo juntos um resultado antibiótico. Os cientistas fizeram o remédio natural, testaram em doenças no laboratório e viram resultados espantosos, com até 90% de eficácia.
Antigamente pouco se sabia sobre o poder destes ingredientes, especialmente os da família do alho, que hoje sabe-se serem potentes antibacterianos, antifúngicos, antivirais e antiparasitas.
Combinando este alimento com outros compostos medicinais, conseguiu-se eliminar superbactérias que já eram resistentes a mais de 10 tipos de antibióticos.

O uso desnecessário dos antibióticos

De acordo com os estudos do Dr. Joseph Mercola, especialista em medicina natural, os antibióticos só são efetivos no combate a infecções bacterianas, e não a vírus. Ainda assim, devem ser usados apenas em infecções graves.
Se um antibiótico for prescrito sem necessidade, ele irá matar as bactérias benéficas para o intestino, o que acabará danificando o funcionamento do organismo ao mesmo tempo em que tenta tratar uma doença.
Se estiver em tratamento com antibióticos é importante restaurar as bactérias ingerindo alimentos fermentados ou suplementos de vitamina D com orientação médica.
E a melhor forma de manter a boa saúde é sempre por meio da prevenção, tendo uma alimentação saudável, livre de produtos industrializados, e usando alimentos como alho e cebola na preparação das refeições.

Nenhum comentário