-- inicio ---

Produtos e dicas para fazer a barba crescer

Produtos e dicas para fazer a barba crescer



Produtos e dicas para fazer a barba crescer: Minoxidil e Finasterida são medicamentos muito conhecidos que se você está pesquisando sobre o assunto já deve ter ouvido falar neles pelo menos uma vez. Trata-se de remédios com outras funções e que, com o tempo, passaram a ser usados com o propósito de fazer a barba crescer.
Há também aqueles produtos voltados para o crescimento da barba, porém esta é uma proposta arriscada pois um produto cosmético não pode ignorar totalmente sua genética, escrita no seu DNA, e fazer a barba crescer de forma natural onde antes não havia barba – por isso muito cuidado ao acreditar que vai usar algo assim sem ter barba e sair com barba de lenhador em alguns meses. Certamente essa é a receita para frustração. Além disso, é contra as normas da Anvisa que um produto cosmético tenha função de tratamento (tal como seria o caso de um tratamento para desenvolvimento de pelos faciais).
A seguir, você vai conhecer alguns dos medicamentos que são usados pelos aspirantes a barbudos, seus resultados e seus efeitos colaterais – mas lembre-se: NÓS NÃO RECOMENDAMOS O USO DESTES MEDICAMENTOS, E PRINCIPALMENTE NÃO RECOMENDAMOS A AUTO-MEDICAÇÃO. Consulte um dermatologista antes de consumir qualquer tipo de medicamento para fazer a barba crescer.

Finasterida

A proposta central da Finasterida é ser um produto para a minimizar os efeitos da queda de cabelo (calvície) por meio de um processo que atua diretamente na testosterona, aquele famoso hormônio masculino conhecido por desenvolver vários aspectos e funções no homem, inclusive o cabelo.
Em uma atividade comum do corpo masculino, a testosterona é convertida em DHT, que é uma versão mais forte do hormônio. Entretanto, um dos efeitos que o DHT proporciona ao corpo é a queda dos cabelos. A Finasterida atua reduzindo essa conversão, assim desacelerando a queda do cabelo – não necessariamente fazendo-o crescer de volta. Além disso, os resultados só existem enquanto é feito o uso do medicamento – caso interrompa o tratamento, os fios poderão voltar a cair.
Ou seja, se você tem a barba falhada devido a queda dos fios, pode ser que este medicamento possa ajuda-lo – mas a taxa de sucesso pode variar de organismo para organismo e realmente não funciona para todo mundo.
Não se pode esquecer que, assim como qualquer outro remédio, a Finasterida pode apresentar efeitos colaterais, ainda que isso não seja tão comum. Os principais já identificados são:
  • perda do apetite sexual;
  • aumento de chance de desenvolvimento de câncer de próstata;
  • dores no testículo;
  • reações alérgicas
  • disfunção erétil;
  • redução no nível de ejaculação;
  • coceiras.
Não é certo que quem usa o medicamento vai sofrer com tais efeitos, mas é sempre importante destacar a possibilidade. Em caso de incidência, procure um médico. E, lembre-se, é recomendável consultá-lo também antes de começar o uso da Finasterida.
Apenas uma curiosidade: o mesmo princípio ativo do Finasterida é utilizado em tratamento de problemas na próstata, incluindo o câncer de próstata, devido a sua manipulação hormonal. Pense duas vezes antes de sair mexendo por conta própria com seus hormônios.

Minoxidil

O Minoxidil é um medicamento vaso-dilatador, cujo o uso dilata os vasos sanguineos e com isso aumenta a oxigenação em diversas áreas do corpo. Originalmente o medicamento foi concebido para o tratamento de pressão alta. Posteriormente o Minoxidil começou a ser utilizado para promover a recuperação dos fios nos tratamentos de combate a calvície.
A FDA (Food and Drug Administration, a Anvisa norte americana) relatou que dos homens em que o medicamento foi testado, 38% deles apresentaram algum tipo de recuperação de cabelo no topo da cabeça. Ou seja, os outros 62% dos homens não viram efeito no crescimento de novos fios.
Não há uma garantia de que você sairá do rosto com pele de bebê para um barbudo de primeira. Então, vá com calma, pois os resultados podem variar de uma pessoa para outra.
Assim como a Finasterida, o Minoxidil pode acarretar efeitos colaterais. Os principais já observados até hoje são:
  • surgimento de acne;
  • ganho de peso
  • pele ressecada;
  • vermelhidão e coceira na pele;
  • batimentos cardíacos acelerados.

Sprays e loções para crescimento de barba

Diferente dos medicamentos, estes cosméticos são totalmente voltados para o crescimento da barba, sendo vendidos só para essa finalidade. Entretanto, embora em alguns casos até haja registro na Anvisa, estes fabricantes não tem autorização de promover o uso destes produtos, que são classificados como cosméticos, com finalidade de crescimento dos fios da barba – já que tal funcionalidade é exclusiva de medicamentos. Além disso, os resultados variam imensamente de pessoa para pessoa e nunca sobrescrevendo a pré-disposição genética e fatores hormonais, geralmente associados a ausência da barba.
Sendo assim, cuidado com fotos de antes e depois mostrando crescimentos absurdos de pelos faciais, geralmente promovido por indivíduos ou empresas vendendo produtos afim de te convencer de que você terá uma barba de lenhador em poucas semanas.

Veja formas naturais para fazer a barba crescer

Antes de apelar para os fármacos, experimente formas naturais para fazer a barba crescer. Existem ações e comportamentos que você pode adotar para ajudar a atingir todo o potencial da sua barba de maneira natural e saudável.
Uma alimentação equilibrada oferece os nutrientes necessários para os pelos crescerem, além de manter a oleosidade da pele controlada, fazendo com que ela se torne terreno fértil para o surgimento de pelos com maior desenvoltura.
Devemos citar ainda a prática de exercícios. Assim como a alimentação, qualquer hábito que seja considerado bom a saúde tem influência positiva no crescimento de sua barba. Além disso, a atividade física promove o aumento da testosterona, hormônio fundamental para o desenvolvimento de uma vasta barba.

Nenhum comentário