-- inicio ---

Vale a pena comprar um imóvel muito barato, porém em péssimas condições, e reformá-lo?




Vale a pena comprar um imóvel muito barato, porém em péssimas condições, e reformá-lo?

Sempre existe aquele lugar em que você sonha morar um dia, certo? Sabedor disso, também deve saber que nem sempre se consegue casas à venda com baixo preço na região que gostaria de morar. Contudo, uma alternativa pode se encaixar nas suas opções: a compra de um imóvel em péssimo estado de conservação, para posterior reforma, mas com preço dentro das suas possibilidades. Continue a leitura do texto abaixo para conhecer as vantagens e desvantagens da situação.

Itens que devem ser avaliados

Primeiramente, é preciso avaliar alguns itens. Por exemplo, a localização do imóvel. Se ele estiver em uma boa área da cidade, com facilidade de acesso e proximidade de pontos comerciais essenciais, pode ser compensador.

A estrutura também deve ser estudada, tanto externa quanto interna. Lembre-se de que já sabemos que a residência está em péssimas condições, mas é preciso avaliar por alto quanto será necessário para torná-la confortável e segura. Faça um estudo do custo x benefício. Esta avaliação poderá ser feita por um técnico capacitado, que certamente saberá analisar o comprometimento da estrutura.

Também é preciso saber se as reformas desejadas por você poderão ser realizadas, de acordo com a legislação da Prefeitura. Faça isso antes de comprar o seu futuro imóvel dos sonhos e de fazer projetos de reforma que não poderão sair do papel.



Vantagens da aquisição

Após informar a você o que deve ser avaliado antes de adquirir um imóvel para reformá-lo, é hora de apresentarmos as vantagens de fazer isso.

– menor valor de aquisição: este é o principal ponto alegado por quem adquire imóveis em mau estado de conservação, para reforma. Afinal, se estivessem bons, teriam preço muito superior. Pelo contrário, a necessidade de obras faz com que sejam postos à venda por valores consideravelmente menores. Geralmente, quanto mais velho é o edifício, menor é seu custo para aquisição;

– planta diferenciada: os imóveis lançados há pouco tempo possuem uma característica em comum: normalmente eles têm uma planta mais enxuta, com metragem bem menor do que as residências de vários anos atrás. Então, se você procura uma planta diferenciada, sem ter que arcar com altos custos, a solução pode ser uma moradia mais antiga, com edificação de outra época, onde os cômodos possuem maior área útil, janelas grandes e pé-direito alto;

– personalização: quando se compra um imóvel pronto, a personalização é bem limitada, já que tudo foi determinado pela construtora. Todavia, ao adquirir um bem para reforma, a composição dos ambientes fica ao seu critério, podendo substituir, quebrar, fechar, etc., perdendo a limitação de antes;

– valorização: reformas tendem a valorizar os imóveis, sejam eles antigos ou seminovos. Portanto, ao optar por uma residência com necessidade de obras, o retorno financeiro com a venda futura poderá ser compensador. É importante pensar nisso mesmo que você pretenda morar lá por muitos anos.

Desvantagens da aquisição

Muitas pessoas se iludem com o preço baixo para aquisição do imóvel e acabam gastando mais do que poderiam pagar, porque o valor da reforma não se tornou compensador. Mesmo que você não queira transformar a casa em um grande empreendimento, é importante lembrar que as condições estão péssimas e o essencial para torná-la confortável e segura pode ser bastante caro.

É preciso verificar com atenção o valor para reformas, analisando o custo x benefício para troca de tubulações, conserto de infiltrações, entre outros quesitos que podem encarecer bastante uma obra. Então o preço, que entra como vantagem na aquisição, também pode ser uma desvantagem levando em consideração o valor da reforma.

Deve ser considerado o preço dos materiais de construção, o valor cobrado pelos profissionais que farão a análise do projeto e a mão de obra. Reservar capital para imprevistos também é recomendável! E mais: se você não é uma pessoa paciente, reforma não é interessante no seu caso. Afinal, esse imóvel demandará tempo e dinheiro por bastantes meses. E quanto menos dinheiro você tiver para a obra, mais ela demorará para finalizar.

Há muito a se considerar

Como você pode perceber, cada caso é diferente. Vai depender do estado de conservação do imóvel, de quanto será necessário para torná-lo confortável e seguro, e de suas condições financeiras para personalizá-lo como deseja. Mas, como você notou, são várias as vantagens que tornam compensadora essa alternativa de compra para reformas.

Nenhum comentário