-- inicio ---

Hiperidrose: o que é, causas e tratamento


A hiperidrose é uma condição em que as glândulas sudoríparas produzem suor em excesso. Esse suor é produzido, inclusive, enquanto a pessoa está descansando e quando a temperatura do ambiente não está elevada o suficiente para fazer o corpo suar.

Essa doença traz transtornos principalmente porque suar demais é incômodo. A pessoa não se sente confortável consigo mesma e sente-se constrangida diante dos outros quando está visivelmente suando em excesso. Veja quais são as causas e o tratamento para esse problema.

Existem dois tipos de hiperidrose. Um deles é a primária, quando o excesso de suor ocorre nas mãos, nos pés e nas axilas. O outro tipo é a secundária, que pode ocorrer em uma área específica ou em todo o corpo.

Tipo primário

Na maioria dos casos do tipo primário, não há causa aparente, por isso os médicos acreditam que o problema seja hereditário.

Tipo secundário

Já no tipo secundário, existem condições que podem desencadear a doença, como câncer, distúrbios no controle da glicose, hipertireoidismo, doenças cardíacas, pulmonares, Parkinson, lesão na medula, menopausa, derrame e tuberculose.

Tratamento

Geralmente uma pessoa busca o tratamento médico quando tem sintomas como suor prolongado e excessivo sem causa, dor no peito ou perda de peso. Deve-se prestar atenção aos sintomas que acompanham o excesso de suor, pois assim o médico terá mais facilidade em encontrar a causa, caso exista.
Depois de diagnosticada a doença, o tratamento pode ser feito com medicação oral ou tópica. Também existe a possibilidade de aplicar Botox em determinadas regiões para inibir o excesso de suor. Em casos mais graves pode ser necessário recorrer à cirurgia de retirada das glândulas sudoríparas. Cada caso é avaliado pelo médico, que pode ser um dermatologista, para então decidir-se sobre qual o tratamento mais adequado.

Nenhum comentário