-- inicio ---

Marmita Fit: Comidinhas fitness e práticas para o dia a dia

Preparar a marmita fit é uma ótima maneira de manter a dieta sempre organizada e em dia. Assim, não caímos naquela tentação de preparar algo fora do cardápio e, inevitavelmente, não saímos do nosso plano alimentar.
Além disso, a marmitinha tende a ser algo muito mais prático e até fácil de preparar, já que você poderá, por exemplo, tirar um tempinho no domingo para preparar as refeições da semana toda. E assim, ao longo dos dias você não terá que se preocupar com o cozimento ou com a compra de alimentos prontos, pois já terá tudo sob medida para você!
Mas, para que tudo isso aconteça da melhor forma, é preciso seguir algumas ideias de preparação. Abaixo a gente te explica 4 regrinhas básicas para que a sua marmita fit realmente promova bons resultados.
Vamos lá?

Marmita Fit: Comidinhas fitness e práticas para o dia a dia

Lembre-se que para uma marmitinha ser fit você não precisa abrir mão de tudo que gosta. É claro que evitar alimentos gordurosos e muito pesados é importante, mas, o segredo está mais no equilíbrio do que na restrição.
Por isso, antes de cortar tudo que você acha ser “ruim”, vamos pensar na base e nos principais componentes de suas marmitas. Pois dessa forma será possível complementar uma ou outra com algo que você goste bastante, sem tornar o processo de dieta muito ruim ou pouco apetitoso.
Visto isso, vamos à nossa lista de considerações:

1- A base são os vegetais cozidos

Lembre-se que para elaborar um plano alimentar mais saudável e equilibrado, é preciso que a base das suas marmitas sejam sempre vegetais cozidos. O ideal é que seja, no máximo, 100 gramas de vegetais. Dessa maneira, você pode estipular um tipo de vegetal para segunda no almoço e na janta, além de pensar do mesmo modo para os outros dias da semana. Veja o exemplo:
  • Segunda: brócolis no almoço; beterraba na janta.
  • Terça: cenoura no almoço; vagem na janta.
E assim por diante. Dessa maneira, comece a calcular quantos vegetais você terá que comprar por semana, e já prepare-os todos no domingo.

2- Acrescente no máximo 150 gramas de carbo no almoço

Além de pensar nos vegetais como base, lembre-se que você também precisa incluir o carboidrato. Aqui, o ideal é que varie entre 100 a 150 gramas por almoço. Na janta você pode consumir menos, para não pesar.
Do mesmo modo como acontece com os vegetais, intercale o carbo para criar um cardápio variado. Por exemplo:
  • Segunda: batata doce no almoço; macarrão no jantar.

3- Coma bastante proteína

O terceiro passo para preparar a sua marmita fit prática é pensar nas proteínas. Aqui você pode incluir diferentes fontes proteicas, que podem ser mais práticas ou mais complexas de preparar. Por exemplo:
  • Ovos cozidos, fritos, mexidos, etc.
  • Atum enlatado.
  • Carne branca e vermelha.
Entre outras variedades que você deseja acrescentar. Foque em uma quantidade equilibrada, que sacie as suas necessidades nutricionais. Esta informação poderá ser obtida a partir de um nutricionista, é claro. Mas, de maneira geral, 1 grama de proteína por quilo é suficiente.

4- Não exagere nas quantidades – faça mais refeições

Por fim, a regra primordial para preparar as suas marmitas: não exagere nas quantidades. Tente manter um equilíbrio, sem pesar demais em nenhum ingrediente. Além disso, não prepare um prato que vá te “encher” demais, mas sim, procure sempre fazer lanches entre as refeições. Lembre-se que estes lanches também precisam de proteínas, ok?

Tenha uma alimentação equilibrada

Viu só como preparar marmita fit é muito mais fácil do que você pensava? Basta você incluir 100 gramas de vegetal, mais 100 – 150 gramas de carbo e finalizar com alguma proteína. Assim você terá todos os nutrientes necessários e ainda matará muito bem a sua fome. Afinal, equilíbrio é tudo!

Nenhum comentário

teste